Seja bem-vindo à nossa nova loja. Aproveite nosso cupom BOASVINDASTOTAL e ganhe 15% de desconto.

  • 0%
  • Kit Tintos com 90 pontos ou mais

    Preço de saldo

    R$ 1.308,00

  • - 0%
  • Preço normal R$ 980,00
    ( / )
    ou até 6x de R$ 163,33 sem juros

    Cálculo de frete
    calcular
    Não sei meu CEP
    Vinhos avaliados com mais de 90 pontos são considerados muito bons ou excelentes por críticos e consumidores. Nesta seleção, escolhemos seis rótulos de diferentes países e regiões que receberam altas notas dos mais variados críticos.

    Descrição

    Três dos vinhos são do Velho Mundo. Da Espanha, uma descoberta incrível de uma denominação de origem não muito conhecida, Somontano, aos pés dos Pireneus. La Miranda de Secastilla Garnacha é um corte onde predominam Garnachas (85%) de vinhedos velhos junto à Syrah (12%) e à Parraleta (3%). Somontano, para além da Garnacha, também é uma região conhecida pela ótima adaptabilidade das tintas francesas, o que explica a presença da variedade típica do Rhône no blend. Com 8 meses de passagem por barricas de carvalho francês, é um vinho muito vivo em boca, complexo e com final de frutas vermelhas. No nariz, frutas vermelhas, framboesa, ameixa, baunilha e toffee.

    Da Itália, um clássico, o Primitivo di Manduria DOC da Menhir Salento. A Primitivo é a uva mais conhecida da Puglia, e a DOC Manduria, uma das mais conceituadas. Voluptuoso, corpulento, este vinho agrada a quem procura vinhos muito típicos da uva e da zona. Com seis meses de passagem por barricas de carvalho francês, o aroma é predominantemente de notas doces como ameixa, geléia de cereja e tabaco. Em boca, é amplo, com muito corpo e taninos maduros e integrados.

    De Portugal, o Douro, a mais antiga região demarcada do mundo, está presente com o Palavrar Vinhas Velhas. O vinho é um field blend, ou seja, o corte envolve diversas variedades de uvas tintas provenientes dos vinhedos da Lusovini no Douro, método bastante comum quando os vinhos são elaborados com vinhas antigas.É um tinto para quem gosta da potência, tanto aromática quanto de boca, dos vinhos do Douro. De boa estrutura, elegante, Palavrar Vinhas Velhas é boa escolha para acompanhar pratos à base de carne, como maminha assada na brasa, ou um bom risoto de linguiça e pimenta preta. Pode ser bebido agora ou guardado pelos próximos 7 anos.

    Os outros três são do Novo Mundo. Dois são chilenos, biodinâmicos e orgânicos. Do fresco Vale de Casablanca, o Ritual Pinot Noir tem profundo senso de terroir, com mínima intervenção enológica e uso de leveduras indígenas.Uma porção das uvas fermenta com o cacho inteiro, em uma busca por mais complexidade e estrutura. Passa 11 meses em carvalho francês, 20% novo, antes de ir para a garrafa. De final de boca longo e aveludado e aroma floral, com notas também de cereja e framboesa. Um grande e corpulento Pinot Noir. Da zona mais quente do Alto Maipo, o Primus é um tradicional, típico e delicioso Cabernet Sauvignon do Chile que se destaca pela intensidade, com textura sedosa e taninos presentes, mas polidos e redondos. Seu rico aroma apresenta notas de amora e cereja, juntamente com baunilha e cedro. É um excelente exemplar da Cabernet Sauvignon, ótimo para os amantes da casta.

    Por fim, da Argentina, uma variedade não muito plantada pelos hermanos mas deliciosa mesmo assim. O Tapiz Alta Collection Cabernet Franc tem um estilo francês, muito elegante, sendo elaborado unicamente com uvas do vinhedo San Pablo, no Vale do Uco, a 1350 metros de altitude, zona caracterizada pelos seus vinhos de grande extração de cor, aroma e sabor. No nariz, destacam-se as notas de violeta, cassis e pimenta preta. Em boca, trata-se de um típico Cabernet Franc, caracterizado pela maciez e taninos redondos. Tem final longo e persistente.

    Não perca esta seleção de vinhos escolhidos a dedo para você fazer bonito em diversas ocasiões.

    Revisão de produtos